Ir para o Conteúdo

Candelária, 23 de Agosto de 2017


Início do Conteúdo

Pontos Turísticos

O Aqueduto


Obra arquitetônica de rara beleza, sem similar no Estado, situada na Linha Curitiba, foi mandada construir por João Kochenborger, um dos primeiros imigrantes alemães a chegar ao município - em 1862. Mede 304 metros de comprimento e possui 79 arcos, artística e simetricamente distribuídos. Sua construção foi iniciada ao nível do solo e terminada com três metros de altura, tendo 97 cm de espessura, com exceção da base sobre a qual está assentado, que é bem mais larga. Desconhece-se a data exata de sua construção. No entanto, pesquisadores locais concluíram que a edificação teria sido feita entre os anos de 1868 e 1870. Os milhares de tijolos empregados, segundo relatos de descendentes de João Kochenborger, teriam sido prensados manualmente, um a um, e submetidos, depois, ao necessário processo de cozimento na própria propriedade. Sobre o dorso do Aqueduto, fluía a água captada no Arroio Molha Grande, que acionava duas rodas d’água, gerando força motriz para mover um engenho de serra, um moinho de milho e trigo, pilões para o cancheamento de erva-mate e um pequeno descascador de arroz, estando tudo desativado há muitas décadas. A 11 de janeiro de 1988, o Aqueduto foi declarado patrimônio histórico do município, sendo sua restauração procedida no mesmo ano, sob a responsabilidade técnica da engenheira civil Patrícia Mohallen, com a supervisão de arquitetos da Secretaria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - Sphan.








voltar